29.12.13

A Wikipedia e o fim de ano no café

O Chico entrega-me a chávena por cima do balcão, com ar irónico: “Foram para a Madeira ontem, com o filho e a nora.” É uma delegação de porta aberta da Wikipedia, o café do Chico: pergunta-se pela Cremilde e o Jacinto (Dona Cremilde, que tem idade para ser minha mãe, e eu sou respeitador) e o Chico sabe dizer até o Hotel do Funchal onde vão acordar das folias e dos fogos de artifício. É asseada, a Lina, a mulher do Chico, mas aquele pano de louça na mão nunca me deu grande confiança quando limpa as chávenas com ele: “Ora toma e embrulha.” Que é como quem diz, o Senhor Jacinto, com um bloco de casas nas mãos do banco, ainda tinha umas poupançazitas para o fim de ano. Orientado, o Senhor Jacinto, sempre deu bem conta de si, mesmo falido. Já eu, vou encomendar umas empadas ao Chico, uns rissóis à Dona Justa, minha vizinha, daqui a pouco, quando por lá passar. Misturo umas passas com uns amigos e faço a festa. “Viste a Cristina Ferreira de lágrima no olho?” pergunta-me a Lina, por cima da Vidas do Correio da Manhã.  É a secção sentimental da Wikipedia, a Lina. “A nora da Cremilde estava na cabeleireira a arranjar o cabelo assim.” e o pano da louça pousa por instantes na cabeça da directora de Conteúdos não Informativos, na Vidas. É parecida com a Cristina Ferreira, a nora da Dona Cremilde. Via-a no ginásio, esta semana, deitada no tapete, o PT a alongar-lhe a perna esquerda, depois a direita, mãos carinhosas, músculos sorridentes. Será que o PT foi também para o Funchal, pergunto-me, mas surripio a dica à Lina. Fica para uma próxima empada. O Chico puxa a Lina para si: “Adoro esta mulher, vamos fugir os dois no dia um” e leva com o pano de louça, ela a rir, desvelada. No primeiro dia do ano, o café está fechado. Terei que dar uso à máquina, às cápsulas pretas, quando acordar já a pisar a hora de almoço. No primeiro dia do ano, o Chico terá tempo para a Lina. O Senhor Jacinto não terá que pensar no banco nem nas casas, nem no casamento do filho, nem no PT da nora: vão todos a Câmara de Lobos, às espetadas, diz-me o Chico, que sabe o itinerário completo. A conversa dá-me fome. Saudades de lapas com bolo do caco, penso eu. Vou mas é perguntar à Wikipedia onde é que se consegue comer umas lapas suculentas, aqui pelas redondezas.