20.2.17

Bater de coração irlandês


Sou Irlanda:
Sou mais antiga do que o Hag of Beara.

Grande é a minha glória:
Eu que dei à luz o bravo Cúchulainn.

Grande é a minha vergonha:
Os meus próprios filhos que venderam a sua mãe.

Grande é a minha dor:
O inimigo irreconciliável que me provoca continuamente.

Grande é a minha tristeza:
A gente, em quem depositei a minha confiança, decaiu.

Sou Irlanda:
Sou mais solitária que o Hag of Beara.

[Música de Patrick Cassidy sobre um poema de Patrick Pearse. Versão de x.]