21.3.17

Trocas e pombos

Troco o pacote de açúcar por uma colher, digo eu a Dona Yara. Oh, desculpe doutor, isso não está legal, diz-me a Dona, ralada por ter trocado as minhas idiossincrasias. Ora essa Dona Yara, ora essa, não há de quê. Não lhe digo que não tivesse ela feito a troca, não teria assunto para escrever à leitora, enquanto me sento absolutamente sozinho na esplanada, tendo apenas um pombo por companhia. E isso, talvez dissesse a leitora, isso de não dar notícias, é que não está legal. Sinto-me tentado a concordar com a leitora, sabe?