7.7.17

Café a martelo

O meu fornecedor de café encapsulado faz-me chegar uma receita para o «café on ice», não apenas qualitativa, mas meticulosamente quantitativa. PASSO 1: Coloque 3 cubos de gelo num copo de receitas. PASSO 2: Prepare 40ml de café sobre o gelo. PASSO 3: Adicione 90ml de água fria e misture tudo. Nunca tal complexidade abraçaria sem instruções tão precisas. Exatamente 3 cubos de gelo [é fácil de recordar, esta parte], exatamente 40ml de café, exatamente 90ml de água fria [a receita não especifica a temperatura considerada «fria»], senão a poção não resulta. O que o dito fornecedor não explica é qual a diferença de tal solução homeopática, de extração a frio da alma de bom café, face à de um sucedâneo qualquer, «café» de cevada, de chicória, sei lá eu. Se é para ser a martelo, que este seja o do Thor. Senhores: respeitem a memória dos incautos grãozinhos que foram torrados e pulverizados para acabar em tal frankenbebida: não lhe chamem café. Grato.