11.4.18

Acerca dele

«Se eu usasse chapéu alto, e devia usar, tirava-o num rasgado gesto,» diz António Lobo Antunes que lhe escreveu Agustina, numa carta em que comentava um livro dele. No prefácio que escreve para Vale Abraão, Lobo Antunes coloca Agustina como planeta na galáxia Lobo Antunes. A literatura portuguesa do século vinte, em retrospetiva, para Antunes enquanto jovem, era olvidável, exceção feita a dois amigos, Cardoso Pires e Manuel da Fonseca, até Agustina publicar «o seu primeiro livro» (qual, se Agustina publicou O mundo fechado quando Lobo Antunes tinha seis anos?) O prefácio é acerca de Lobo Antunes, Agustina é apenas o pretexto. E sobre o livro? Nada.