15.4.18

O reconhecimento

Vi-o ao final da manhã e só agora associo a face a um nome. Ouvi os netos chamarem-no, segui os fios do bigode ascendentes quando sorriu e me pareceu feliz, vi o traje de estar em família, o casaco de um verde outonal, a camisa de quadrados de tom bege, as calças indigo, o cabelo cinzento, esticado a partir do extremo superior da orelha, os sapatos Oxford no tom natural do couro; numa falha completa de memória pensei «de onde o conheço»? Precisei de oito horas para me recordar. Ou seja: estava tão bem disfarçado dele próprio que não o reconheci.