24.6.18

Vivo para contá-lo

A mim o amor
partiu-me em dois
e estou vivo para contá-lo.

[Versão de um poema de Denise Levertov.]