5.7.18

_

De Ingeborg Bachmann para Paul Celan: «Nada aconteceu comigo para me fazer repentinamente pensar mais intensamente em ti. Tudo é como de costume; tenho trabalho e sucesso, e de alguma forma, há homens à minha volta, mas isso significa pouco para mim: tu, coisas bonitas e coisas sombrias, estão espalhadas pelos meus dias fugazes.»