7.7.18

_

Acordei antes do pássaro do beiral, que só agora ensaia os primeiros trinados, atento, mais do que eu, às horas resguardadas que são devidas ao sábado. Ele é que tem as penas, mas sono de pássaro tenho-o eu.