17.3.18

Insanidade

Diz Maya Angelou: «Acredita nas pessoas na primeira vez que te mostrarem quem são.» Acrescenta Einstein: «Esperar que, a causas iguais, correspondam efeitos diferentes, é próprio de insanos.» E eu, ainda que com as evidências, que conheço de coração, da poetisa e do físico, a apontarem-me o caminho, por cerrar os olhos face ao óbvio, por querer desacreditar no que há muito presencio, apanho-me — a mim, em flagrante — a ser insano.